O criador britânico de Modesty Blaise ( a tira diária de Imprensa que começou a ser publicada no “The Evening Standard”), Peter O’Donnel, faleceu.

” Inspirada na literatura de espionagem, Modesty era uma jovem amnésica, fugitiva de um campo de refugiados grego após o final da II Guerra Mundial, que vivia de expedientes pouco lícitos. Viria mesmo a dirigir a organização criminal Network, antes de se tornar uma agente secreta ao serviço do Governo inglês. Bela, sensual e sedutora, apesar dessa nova faceta não ganhou muitos escrúpulos nem deixou de frequentar o submundo, tendo como único amigo William Garvin, um antigo mercenário. ”

Jim Holdaway desenhou a tira até à sua morte, em 1970, sendo depois substituído por Enrique Romero, John Burns, Patrick Wright e Neville Colvin. Até ao final da série, a 11 de Abril de 2001, foram publicadas 10183 tiras diárias, tendo algumas delas aparecido nas páginas do “Diário Popular”, em meados dos anos 1980, época em que a Gradiva editou um tomo intitulado “Aventuras completas de Modesty Blaise”.

Para além da BD, O’Donnell escreveu três dezenas de livros com as suas aventuras, bem como diversos romances históricos sob o pseudónimo de Madeleine Brent.

 

 

 

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: