– Quinhentista “Penso, Logo Desenho!”

Hi :p

Ontem estava a ler o Jornal de Notícias quando tomei conhecimento de uma exposição que está a decorrer desde o dia 23 de Março, no Lugar do Desenho, da Fundação Júlio Resende, em Gondomar. A exposição intitula-se como “Penso, logo Desenho”, do artista plástico e jornalista Agostinho Santos, que frisou a propósito desta exposição que apresenta mais de 500 trabalhos, “O desenho é, indiscutivelmente, o rei de todas as artes”.

Uma exposição que apresenta séries de trabalhos sobre mulheres, Fernando Pessoa e José Saramago, entre outros.

  • ” Os desenhos de Agostinho Santos emergem das formas humanas distorcidas uma vez que a harmonia da obra não está na perfeição das coisas mas nas leis que regem a sua composição.
    A distinção entre a perfeição –. qualidade física dos corpos – e a harmonia – qualidade geométrica dos espaços é essencial quando abordamos a obra de arte. Quando os estetas falam de beleza, no sentido mais correcto do termo, referem-se indistintamente quer à nossa noção de perfeição quer à nossa noção de harmonia. Por isso não se poderia afirmar se, por exemplo, um retrato de mulher – que representa uma figura com um corpo deformado – é belo ou não é belo e isto porque ele pode ser ao mesmo tempo, harmonioso – as relações entre os espaços em si são determinadas por qualidades geométricas – e imperfeito – a disposição dos órgãos ou membros, tal como são aí representados.
    A representação dos corpos e seus derivados sentimentos, qualidades imanentes do objecto estão bem expressas na obra de Agostinho Santos. Esses atributos na sua diferente consistência reflectem-se na representação destas figuras.
    Assistimos pois à elaboração da composição com a alteração das proporções dos corpos. Estes levitam, distendem-se num influxo que parece projectá-las em direcção ao infinito. É o caso dos quadros pintados pelo Agostinho; há no seu autor, o intuito de criar um mundo original, evocador, reforçado, exaltado pelas formas naturais, o que não impede que outras qualidades possam reflectir-se no espectador.
    Estabelecemos entre nós uma relação fraternal pese embora a minha idade.
    Momentos de entusiasmo foram alicerçados pelas horas de conversa franca que estiveram na origem de um itinerário sentido de memorável estima. ”                                                                                                                                                                                              Nadir Afonso
Série “Mulher” (fragmento), tinta da china e aguarela, 2009 | total do trabalho 14,0 cm x 270,0 cm
Série “Mulher” (fragmento), tinta da china e aguarela, 2009 | total do trabalho 14,0 cm x 270,0 cm
Série “Mulher” (fragmento), tinta da china e aguarela, 2009 | total do trabalho 14,0 cm x 270,0 cm

Exposição de Agostinho Santos, no Lugar do Desenho, da Fundação Júlio Resende, em Gondomar.

– Semana das Artes ’10

SEMANA DAS ARTES

 

03 a 07 de Maio

 

Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas

12ºB

 

 

Inúmeras actividades, entre elas, interacção de mimos
e pequenas peças de teatro, actividades no Museu de Sta M. Lamas,
instalação, exposições, roteiro do desenho, filmes,
dança, e muito mais, nos teus tempos livres!
 

– Under Paintings

Hi, mais um artista! 😀

Desta vez, um pintor sanjoanense. Victor Costa, apresenta uma compilação de trabalhos, que serão vistos pela primeira vez, no Porto, ao qual designa a sua exposição por “Under Paintings”.

Citado pela revista “Bombart”, o crítico de arte José Luís Porfírio divide a exposição em “três tipos de estruturas”: “uma construção mais arquitectónica e fechada, feita de acumulação de calhas voltadas para baixo”; “uma estrutura mais solta e mais aérea, utilizando os mesmos elementos, dispersos e abertos em cima”; e “os painéis que dão forma e organização à matéria informe que os sustenta”. Este, ainda constata no trabalho de Vistor Costa as duas grandes vertentes da pintura abstracta”: a geométrica e a lírica, que “parecem encenar uma dupla e contraditória necessidade: a de organizar e construir o espaço e a de se deixar guiar pela pintura”.

 

 

 

 

 

 

Exposição de pintura Victor Costa, na Galeria do Jornal de Notícias. R. Gonçalo Cristovão, 195 – 219 Porto. De 24 de Março (inauguração às 18h30) a 17 de Abril de 2010.

– Um Cristal de Sal

Hello people :p

 Andei a actualizar os meus conhecimentos , e descobri uma nova artista !

Já observaram um cristal de sal a nascer ? Que sentidos desperta ? “Doce Sal” é a mais recente exposição fotográfica de Catarina Mendes, formada nas Belas Artes do Porto,  na Cooperativa Árvore. Descubram os sentidos escondidos nas imagens salgadas que se expressam em linguagem poética.

[Catarina+Mendes.JPG]

 

 

“Vestida de branco a flor de sal revela a sua pureza. Nesta exposição procura-se para o sal uma poética nova. O sal, doce ou amargo, presente ou ausente, manifestará aqui todo o seu poder mágico.”

Catarina Mendes

 

Exposição:

A par desta exposição, a Cooperativa Árvore mostra igualmente vários artigos produzidos nas suas oficinas. Gravuras, pinturas, intervenções plásticas, serigrafias e esculturas navegam, pelo sentido estético, em harmonia com a (im)perfeição.

 

 

Exposição de fotografia Catarina Mendes, na Cooperativa Árvore. R. Azavedo de Alburquerque, 1.Porto. De segunda a sexta, das 9h30 às 20h e sábado, das 15h às 19h. Tel. 22 207 60 10

– Conflituosa Inocência

Hey :p

Inocente mas nem por isso indiferente. Porque a arte choca, deseja, consome. As pinturas de Susana Lemos têm pouco de tudo isto e um pouco mais de tudo mais. Bonecos, gatos, cores primárias, em estilo aguarela infantil. Estas são as obras que vão estar em exposição, a partir de 6 de Março, na Galeria Trindade. A autora, formada e mestrada na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa,  oferece-nos uma linguagem de iconografia infantil de seres fantásticos e enternecedores mas que convivem num mundo de decisões drásticas.

 

http://www.susanalemos.com/

 

 

 

                                                              

– Daniel Africano

Hey :p

Hoje descobri um novo artista pelo qual fiquei a apreciar bastante o seu trabalho.

Este artista formou-se na FBAUP,  2002/2007 (http://sigarra.up.pt/fbaup/alunos_geral.FormView?P_COD=021201026) e é reconhecido como Daniel Africano.

Orienta juntamente com Daniel Gamelas um Atelier de Arte Realista do Porto, com programas de desenho de figura-humana, pintura de figura-humana e pintura de tema livre.

Tive a oportunidade de apreciar alguns dos seus trabalhos na área da pintura, do desenho e da ilustração.

Adorei o seu trabalho principalmente na área do desenho e da ilustração.

Desenho:

 

Pintura :

The Charge of St. Michael oil on linen canvas triptic : 450 x 250 cm
To Papini oil on linen canvas 175 x 250 cm SOLD
Francesca de Ser Minato del Sera oil on linen canvas 125 x 190 cm SOLD

 Ilustração:

Herculano

Para mais informações : http://www.danielafricano.com/ 

Hi!

Este ano, durante a época natalícia e o final do 1º período, o atelier de gravura que frequento organizou uma venda de gravuras no Colégio.

O projecto consistia em que cada membro e os dois professores orientadores do atelier realizassem uma gravura para venda. As gravuras seriam vendidas assinadas, numeradas, com um limite de número de tiragens de 50 e emolduradas, tudo por 5€! Este preço também foi possível pelo material que conseguimos aproveitar.

O atelier durante os dias 17, 18, 19, 21 e 22 esteve aberto e movimentou-se essencialmente entre a comunidade escolar. Tanto esta como o público exterior apreciou bastante as nossas gravuras e aproveitou para oferecer um presente único e artístico!

Agradecemos à professora Margarida Coelho e ao professor Carlos Cancelinha pela ajuda e conhecimentos incansáveis que nos oferecem!

Este projecto e todo o desenvolvimento que teve demonstrou-nos que todo o esforço que fizemos foi-nos recompensado com uma aderência fantástica!

O projecto foi um sucesso, superou as nossas expectativas e estamos, realmente, todos de parabéns!

Linóleo