Relatório do Projecto ” Compilações de Provérbios Portugueses em T-Shirts”

 No âmbito da disciplina de Oficina Multimédia, uma das disciplinas que ingressa o meu curso de Artes Visuais do 12º ano e sob a orientação do Dr. Daniel Pedrosa, foi-nos proposto um primeiro projecto que consistia numa compilação de provérbios portugueses impressos em t-shirts. Ou seja, os provérbios portugueses seleccionados são representados apenas através de imagens, imagens estas criadas e desenvolvidas no programa Freehand, para posteriormente serem impressas em t-shirts. Este projecto iniciou-se no dia doze de Outubro de 2009 tendo sido concluído no dia dezassete de Novembro de 2009.

Iniciamos este projecto em conjunto, através do brainstorming (ideias) até chegarmos ao conceito do nosso projecto. Este foi definido e cada um foi responsável pela selecção e tratamento de imagem de um provérbio português diferente.

Foi através da pesquisa dos provérbios portugueses que eu tomei conhecimento da vastidão de provérbios existentes.

Recolhida a informação de vários provérbios portugueses e de uma breve pesquisa visual de imagens com o objectivo de me familiarizar cada vez mais com a proposta de projecto, realizei uma selecção dos quais mais se adequavam ao tratamento de imagem que eu pretendia, uma imagem minimalista e simultaneamente característica, e dos quais a mensagem moral transmitida me agradava mais.

Primeiramente, seleccionei dois provérbios “Mais vale um sim tardio, do que um não vazio” e “Vê quem pisas na subida, porque irás encontrá-los na descida”.

Realizei vários estudos (em Freehand e no diário gráfico) sobre ambos os provérbios. O primeiro provérbio seria ilustrado na parte da frente da t-shirt a palavra “SIM” em letras com dimensões grandes e transmitindo a ideia de movimento, como se estivesse atrasado. Já na parte de trás, existiria um balão de fala enorme (linguagem gráfica de banda desenhada) com um “NÃO” em dimensões reduzidas.

  

“Mais vale um sim tardio, do que um não vazio”.

No segundo provérbio, na parte da frente da t-shirt existiria uma escada, que os seus degraus eram constituídos por figuras humanas, que uma outra figura humana de uma maior dimensão com uma expressão trocista e feliz estaria a subir a escada (assim, as figuras humanas que eram representadas como degraus que já foram pisados estariam com expressões zangadas, enquanto as que ainda não tinham sido pisadas estariam com uma expressão prestável); na parte de trás estaria representado uma descida, onde a figura humana de maior dimensão estaria no cimo da descida, e cá em baixo estariam todas as figuras humanas que representavam os degraus das escadas e que foram pisadas, a pedirem satisfações e com expressões de irritadas e zangadas.

 

Estudos para o provérbio “Vê quem pisas na subida, porque irás encontrá-los na descida”

Apesar de eu apreciar bastante estes provérbios, quer pelas suas mensagens morais, quer pela linguagem visual que criei para ambos, estes não se adequavam ao que eu pretendia para o meu projecto. Então, redefini o projecto, voltei a pesquisar e a recolher informação, e seleccionei o provérbio “Vê a cobra a fumar”.

“ Vê a cobra a fumar”

Realizei mais estudos no freehand e no diário gráfico, e paralelamente comecei a realizar um outro projecto, com o provérbio “O amor vence tudo”, onde a t-shirt era ilustrada através de umas marionetes que eram manipuladas por outros, mas que superam os obstáculos e o amor (simbolizado pelo coração) vence (é entregue a figura feminina).

“ O amor vence tudo”

Este último projecto foi o antecedente do meu projecto final. Tendo como base a ilustração do provérbio “O amor vence tudo”, redefini uma última vez o projecto. Já que tinha gostado bastante do resultado da ilustração que desenvolvi no estudo anterior, decide modificá-lo.

Recolhi mais uma vez, novas informações e desenvolvi o meu projecto final, que adoptou o provérbio “O feitiço vira-se contra o feiticeiro”. Utilizando o programa de desenho Freehand e o meu diário gráfico desenvolvi novamente alguns estudos. Os resultados foram surgindo e então comecei a estudar a estética da t-shirt, ou seja, em que lugar e como seriam colocados os elementos da ilustração, assim como adequar esse estudo à ideia e conceito inicial que previa, uma linguagem visual minimalista e simultaneamente característica. A estrutura da ilustração final estava realizada, e agora era apenas modificar certos retoques sob a orientação do Dr. Daniel. Assim, a ilustração após alguns testes e correcções, transformou-se no produto final após a impressão na t-shirt.

Estudo para o provérbio “O Feitiço vira-se contra o feiticeiro”

O Dr. Daniel, apesar de ter apreciado e gostado do resultado final do meu projecto para a t-shirt, comentou que não era visível através deste projecto a minha evolução técnica, no Freehand. Então, propus-me a realizar um outro trabalho que pudesse complementar a minha avaliação, já que a minha evolução técnica estava a ser questionada.

De acordo com o conhecimento adquirido nas aulas, desenvolvi um outro trabalho, respeitando a ordem de trabalho que sempre utilizei.

Comecei pelo brainstorming e seleccionei a ideia que mais me agradou, definindo o projecto. Desenvolvi o trabalho directamente no freehand já que tinha definido os objectivos e sabia qual seria o resultado final. Fiz algumas correcções e mudanças por causa da estética visual que este projecto iria ter. E o produto final surgiu, um cartaz publicitário para as nossas t-shirts. Visto que o objectivo do projecto da turma era a venda das t-shirts, que através de uma linguagem visual que ilustrava um provérbio português, promovia simultaneamente o conhecimento, a moralidade e uma das vertentes da arte, o desenho realizado em computador. Optamos, como meio desta propaganda as t-shirts, pois estas são um meio jovem, criativo e prático, assim como usual. A estética esteve presente nas t-shirts, já que nos encontramos numa época preocupada com a moda e com o “bem parecer”.

O cartaz publicitário baseou-se na época natalícia que nos encontra-mos e como isso pode influenciar a venda das nossas t-shirts (uma visão comercial de natal). Assim, o fundo do cartaz é desenvolvido com elementos natalícios. Observando o cartaz, os elementos que se encontram no primeiro plano são a árvore de natal e a figura humana. A árvore de natal simplificada do lado esquerdo é preenchida a branco com o objectivo de salientar que é Natal, mas que ela simboliza a pureza. E os efeitos de natal (as bolas de decoração) encontram-se sem fundo, perspectivando-nos uma ideia de transparência, que objectivamente no traduz que o Natal é interior, é introspectivo. Com este panorama, visualizamos no centro uma figura humana, que se encontra a cinzento para que não seja importante a pessoa em causa mas sim a t-shirt. A t-shirt também se encontra com o preenchimento do próprio fundo, mas com uma mensagem. O significado é bastante simples, o preenchimento da t-shirt remete-nos para a época natalícia, porém a mensagem inscrita na t-shirt traduz que apesar de esta ser comprada no natal, é para ser usada o ano todo, daí a expressão “livre”.

Cartaz Publicitário “Compilações de Provérbios Portugueses em T-shirts”

Assim, realizei o meu segundo projecto final.

Durante a realização de ambos os projectos senti algumas dificuldades na abordagem do Freehand, que foram ultrapassadas e onde adquiri bastantes conhecimentos.

Para finalizar o projecto de turma, falta apenas a impressão e a divulgação das t-shirts.

Em suma, o meu projecto final para o projecto de turma “Compilações de Provérbios Portugueses em T-shirts” teve várias fases e mudanças, finalizando-se com  o provérbio “O Feitiço vira-se contra o Feiticeiro”, onde na parte da frente é ilustrado um feiticeiro numa perspectiva superior a manipular duas figuras humanas como se tratassem de marionetes. Por sua vez, na parte de trás da t-shirt, as duas figuras humanas manipulam o feiticeiro (representado através das suas mãos) como este fosse agora uma marionete.

”O Feitiço vira-se contra o Feiticeiro” – Parte da Frente e Parte de Trás da T-shirt

Na minha opinião, gostei bastante deste projecto, adquiri imensos conhecimentos que desconhecia como a utilização do Freehand e espero que o nosso projecto seja um sucesso.

Joana Bernardo

12ºB

One Comment

Add yours →

  1. trabalho bastante interessante , sem dúvida que tens imenso talento, para além de descreveres muito bem as fases do teu trabalho, parabéns🙂

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: